Archive for agosto, 2009

Poesia do amor (viva a liberdade de expressão)

Seguinte meu povo (povo?!?!),

Hoje resolvi postar um texto que eu sei, muita gente vai questionar, mesmo que pra si próprio sobre o conteúdo (mesmo ao meu ver, não tendo nadica de nada de mais. nada mesmo).
Já tem um bom tempo que to querendo postar esse texto, que na época denominei  ‘Poesia do Amor’  (mas nem é uma poesia, eu acho), e minha intuição dizia pra não postar. Talvez por medo de comentários do tipo puritano, conservador, arcaico.. Enfim, Tô postando! Afinal de contas, estamos no século XXI, e viva a liberdade de expressão, viva os textos sinceros e viva a verdade de cada um…

Vou contar superficialmente a história desse texto, que foi escrito em 2007, numa madrugada, pra variar um pouco. Escrevi esse texto num dos momentos mais claros e certos da minha vida. Sabe quando tudo faz sentido e você tem certeza de quem é e do que quer? Pois bem, eu estava nessa linda e clara fase, e o texto surgiu, curtinho, sem pretensões, sem nada.. Apenas surgiu e eu registrei. Ali ele ficou, guardado sem ser mexido, sem ser mencionado. Era um texto MEU..
Há um tempo atrás, um certo alguém me perguntou: “VOCÊ JÁ ME ESCREVEU ALGO QUE NÃO ME MOSTROU?” – e esse texto foi a primeira coisa  que me veio a mente (pois pra essa pessoa, há MUITASSSSS coisas que escrevi e não mostrei). “SIM, JÁ ESCREVI”.    Fim de papo..

Anos depois  (não tantos assim, mas anos), cá estou eu, mostrando o tal texto. E se essa pessoa passar por aqui, verá um dos textos que eu lhe escrevi, mas nunca mostrei.

Adoro me sentir mulher nos seus braços, me sentir protegida em seu corpo e sentir o seu calor em mim…
Cada vez me sinto mais pronta e a vontade com tudo, com você! Cada momento, cada beijo, cada língua… tudo com você se torna perfeito.
Por algumas vezes nos detestamos, mas quando nos amamos, é pra valer.
Eu amo sentir sua mordida, suas mãos passeando pelo meu corpo, sua expressão de satisfação enquanto brincamos um no outro. Nada parece ter sentido, nada parece ter razão, só eu e você, ali, um sobre o outro, no mais puro e absoluto prazer.
Você é um vício que não quero perder. Seus beijos são como nuvens macias a passear sobre mim, seus dedos, seus dentes, suas unhas.. Tudo se torna uma só coisa que não se pode explicar em palavras, apenas em atos.
Demorei pra entender, mas hoje eu sei que quero você. Quero cada parte do teu corpo, acompanhado do seu coração. Quero ser a mulher da sua vida, e te fazer o homem mais feliz e realizado do mundo!

[originalmente: 16/01/2007 – 01:13am]

Comments (5) »

Será??!?

… ela quer amor. Ela quer amar. Ela quer ser feliz, oras.
Por mais que ele não a queira, ela não pode fingir que o amor não existe. Sim, ele existe e vai continuar a existir até Deus sabe quando. Não dá pra deixar de amar só por que ele não quer mais amá-la. O amor está ali, vivo, intenso, implorando pra explodir, pra aflorar, pra corroer, pra viver. Ela quer lutar por ele, lutar por esse amor, mas e ele? Será que ele quer tudo isso? E se não quiser, como ela fica? O que ela faz? Espera o tempo passar?? Isso é tão cruel. Ela adoraria que lutassem pelo amor dela, e por quê ele não deixa que ela lute por ele? Que será que se passa com esse ser?

É muita pretensão dele achar que o amor desaparece como num passe de mágica. Será que ele não sabe que os sentimentos são incontroláveis? Será que ele não sabe que não dá pra esquecer, ignorar, fingir que não vê, que não sente, que não dói? Não.. talvez ele não saiba de tudo isso mesmo. Será que um dia ele a amou? Será que ainda ama? Será que vai ser pra sempre, ou será que o pra sempre durou até quando chegou ao fim?

Talvez ele não saiba, mas o amor ainda está vivo no coração dela, no corpo dela, nos desejos dela. Talvez ele não saiba, mas o corpo dela chama por ele todos os dias, todas as horas, de todos os jeitos. Talvez ele não saiba que ela revive toda a mágica diariamente e sofre sozinha, sofre calada, sofre e sofre. Será que ele não sabe que ela o ama? Será que ele não gosta de ser amado? Será que ele não quer ser amado por ela ? Será que ele não se sente feliz por saber que é importante na vida de alguém? Será que ele ja se esqueceu de tudo, e que hoje nada disso mais importa? Mas se o amor não mais importa, o que importa então? Será que a historia do casal mais instável e ‘fofo’ do mundo chegou mesmo mesmo mesmo ao seu fim? Será que ele acredita mesmo nisso? Será?…

Pois sim, seu moço, ela continua a te amar como sempre amou. Ou melhor, ela o ama mais ainda, como nunca amou na vida. Ela sente queimar o peito, queimar o corpo, queimar as dores.. Ela sonha com seus beijos, os carinhos, os calores. Pois sim, seu moço, ela o ama!
Ela, secretamente deseja  que a última temporada desse seriado chegue logo, pois é quando todos os personagens ficam juntos e são felizes para sempre.

Ela se acha uma besta, e mais besta ainda ele, que não a enxerga.

A verdade é uma só: Ela o ama pra vida toda. E ele, será?…

“…Mesmo que eu tenha que mudar
Móveis e lembranças do lugar,
O meu olhar ainda vê o seu
Me devorando bem devagar….”

“…se eu fosse você, bem que eu ficava comigo
Só pra provar
o que me faz sentir vivo…

Comments (2) »