Archive for dezembro, 2009

Adeus 2009!!

Uau, último post do ano. Quem mais acha que esse ano Voou?? Praticamente quase nem o vi passar. E que venha 2010…

2009 pra mim foi, digamos, um bom ano. Nenhuma grande reclamação, não. Até acho que seria um pouco injusta se tivesse. Foi 100% bom?? Claro que não. Não mesmo. Mas jogando tudo na balança, as coisas boas superam, com certeza.

Vamos começar do começo… Se eu esquecer algo ou alguém, desde já peço sinceras desculpas..

A primeira grande coisa do ano: FACULDADE. Poxa, quem me conhece sabe o quanto eu sonhava com isso. Estar cursando Psicologia é sem duvida uma meta mais que alcançada. Me encaixei, me achei.. Eu estava perdidinha, e a facul me trouxe, de certa forma, de volta. Pessoas incríveis, professores tão especiais, e um conteúdo que realmente me atrai demais.. É daí pra melhor, sem duvida.. Daqui 4 anos, serei uma feliz e capaz (se Deus quiser) psicóloga..

Estive pela primeira vez com a queridíssima Fantine Tho. Talvez o único sonho de fã que me restava realizar, e sou muito agradecida por ter conseguido realiza-lo. Acho que poucas vezes me senti tão realizada, tão completa na vida. Estar frente a frente com ela, olhar aquele olhar tão lindo, aquele sorrisão tão de Fanta, foi a sensação mais louca do mundo..

Reencontrei uma grande (não no tamanho hehe) pessoa, que fez parte de uma linda época da minha vida, e que não via há séculos. A Patyjeca foi minha melhor amiga em tempos de Queiroz Filho, e desde que ela me abandonou pra ir pra outra escola, que nossa amizade foi espontaneamente se distanciando. Esse ano eu tive a grata surpresa de reatar esses laços, e com certeza absoluta, foi uma das melhores coisas do meu ano. Minha vida é muito mais divertida com ela do meu lado, fazendo parte da minha rotina, da minha historia outra vez.. Amo você, Cocozinha.. hehe

Estive mais uma vez com meu querido amigo, meu companheirão, Davis. Como é bom estar com esse menino, viu? Me renova.. O amor que sinto por ele é imensurável.. E a familia dele.. Já sinto que é praticamente um pouco minha também. Eles são todos incríveis, adoraveis – gosto muito, de verdade.. Já escrevi isso aqui uma vez, mas vale repetir. O Davis é aquela pessoa que conhece todos os meus defeitos, atura todas as minhas crises, e ainda assim termina o dia dizendo que me ama.. Da pra não amar?? È pra sempre, viu Amor?? PRA SEMPRE…

Outras pequenas-grandes coisas, que fazem com que os dias sejam mais completos…
todos que eu amo estão bem, vivos, e saudáveis. Mantive a amizade com todos meus queridos amigos, por mais que estejam distantes, o sentimento prevalece, a boa convivência prevalece, e é isso que me basta pra ser feliz. Amo cada um dos meus amigos como partes de mim, mais ainda… Big (minha irmã de coração, minha tudo), Paty, Mari, Fer (talvez a grande surpresa do meu ano – surpreendentemente incrível, e já amo como amiga das antigas), Danilo (o da Big, pra não haver confusão com um outro Danilo hehe – aprendi a amar como um irmão), Loira, Ferzinha, Xuxuzão, Prima (minha ouvinte e conselheira mais linda), Kikow’s (meu eterno amigo-irmão-idolo.. o cara mais foda do mundo), Ninininho-Junior (cada vez mais querido, mais importante, aquele que me infla o ego, que surge sempre que preciso.. aquele que o sentimento só cresce, a cada dia, a cada sorriso – o mehor abraço do mundo…)…..
Ai gente, se eu for ficar colocando todos que me completam, o post será só sobre isso.. Tem muito mais gente.. A todos que fazem parte da minha vida, sintam-se todos amados, de verdade.. Aos velhos e novos amigos, meu muito obrigada, mesmo!!!
Não posso esquecer do grande tratamento que fiz contra as malditas acnes. Por longos 6 meses fiz uso do medicamento ROACUTAN, que me fez privar de muitas alegrias da minha vida nesse período, mas que compensou de uma maneira extraordinária. Praticamente sem espinhas e cravos na cara. O tratamento acaba agora dia 01 de Janeiro, pra começar bem o ano. Em fevereiro, já posso voltar a beber, a comer sem me preocupar se aquilo pode ou não, e ate posso engravidar sem medo de ter um bebe deformado hehehe – e a vida volta ao normal… EBAAAAA.!

Enfim, foi um ano muito agradável, sim. Não exatamente como eu planejei em 2008, mas um ano que termina bem..

Pra 2010 ficam algumas metas que desejo cumprir. Não vou enumerá-las, não. Muitas vezes elas nem chegam perto de serem alcançadas, e então prefiro guarda-las comigo. Se der, ótimo, senão, fica pra 2011 hehee.

Deixo meu sincero desejo que todos sejam Felizes, realizados e gentis. Que todos olhem um pouco além do próprio umbigo. Que façam o bem sem olhar a quem. Que cuidem do nosso mundo com mais carinho… Que sejam sinceros e verdadeiros com quem está a seu redor, pois o sentimento do outro deve valer tanto quanto o seu.

É isso. Um Feliz Ano Novo a todos. Todas as esperanças renovadas, e a crença de que tudo irá melhorar. Isso nunca é demais. E não só desejar, e sim correr atrás daquilo que realmente se deseja..

Luz, Sorrisos e Verdade em 2010
Fiquem bem.. SEJAM FELIZES…

Obrigada a todos que passaram por aqui em 2009. De verdade… A estatística do blog é surpreendente…

Beijo grande em todos.

FELIZ 2010!! O Ano…

Comments (3) »

Quando tudo mudou..

Sabe seu Moço, eu fico aqui pensando o porquê de tudo isso. Houve um tempo em que era normal estar perto de você, você era normal, um mero Moço-Bonito. Hoje em dia, não sei explicar, mas só o fato de pensar em você, falar com você, estar com você, provoca euforia nas borboletas que cultivo no estômago. Não consigo entender o porquê dessa mudança, o porquê é tão inevitável não manter meu estado de espírito normal perto de você, ou quando penso em você. Tudo parece tão imensamente exagerado e fora do comum. Eu paro pra pensar e não consigo encontrar motivo pra sentir tudo isso..

Ah, pode até ser que eu saiba, sim. Isso tudo deve ser aquele tal sentimento que muitos dizem que existe. Um sentimento que poucos conseguem descrever ou entender. Deve ser porque eu adore tudo em você, ou quase tudo. Deve ser porque eu me encanto com os seus olhos fechadinhos quando você sorri, ou com o fato de você ficar passando constantemente as pontas dos dedos em você mesmo. Deve ser porque eu ache uma graça quando você faz graça, ate mesmo as graças sem-graça. Pode ser também pelo fato de eu esquecer do mundo quando te abraço, e mais ainda quando você me abraça. Também seja bem provável que isso se deva ao fato de eu me perder intensamente quando te olho nos olhos, e enxergo todo seu ser ali. Deve ser porque eu me arrepio da cabeça aos pés, sempre que suas mãos me tocam.. Toda essa ‘inexplicalidade’ deve ser por eu me sentir segura quando estou perto de você e por querer que nunca vá embora. Uma vez você já se foi, e parecia ser pra todo o sempre. Nunca foi tão difícil viver.

Você faz com que todas as borboletas se excitem dentro de mim. Elas fazem festa diariamente, e não me deixam sossegar, não me deixam dormir, não me deixam parar de pensar em você. E pensando em você eu instantaneamente as atiço novamente, e isso acaba virando um ciclo vicioso que parece não ter fim. E eu não sei se quero realmente que tenha um fim.

Tudo isso é tão alem do que eu possa querer que se torna impossível me culpar.  Se eu mandasse nesse meu rebelde coração, certamente você voltaria a ser apenas o Moço-Bonito, aquele que não causava o mínimo impacto em mim. Mas agora que tudo mudou, como eu faço pra conseguir estar perto de você sem ter a imensa vontade de te beijar? Sem querer seu corpo no meu, sem querer falar tudo o que minha emoção traz à tona e a razão impede que se torne ‘ouvível’? Como fazer para acalmar as borboletas aqui dentro se tudo isso que eu sinto é tão imenso e verdadeiro? Eu tenho mesmo, mesmo que impedi-las de voar? Eu não quero que parem. É bom senti-las… mas elas complicam demais, pois não me deixam ser racional o bastante pra voltar a te ver apenas como o Moço-Bonito.

Enquanto nada parece ter uma breve solução eu continuo aqui. Eu, minhas borboletas e o tempo. Dizem que o tempo é o senhor da razão, né? Espero que ele seja bem razoável comigo, com as borboletas e com esse sentimento que não se consegue explicar….

“Every Night and day I’m gonna love you, over and over… Dia e noite, sem parar…”

Leave a comment »